A Revolução da Comunicação Sindical começa aqui

Da porta de fábrica para as telas do celular. Os desafios da comunicação sindical em todos os aspectos. O Encontro Estadual de Comunicação da CUT Rio acontece nos dias 30 e 31 de outubro.

Escrito por: CUT RJ • Publicado em: 18/10/2017 - 12:36 • Última modificação: 18/10/2017 - 12:55 Escrito por: CUT RJ Publicado em: 18/10/2017 - 12:36 Última modificação: 18/10/2017 - 12:55

CUT RJ

O mundo mudou, a comunicação avançou, o Brasil retrocedeu e hoje mais do que nunca o sindicalista precisa saber como utilizar suas ferramentas de maneira correta.

O movimento sindical é a maior redação de jornalismo em potencial do mundo! Nenhuma empresa tem a quantidade de profissionais que nós, juntos, temos. A era da informação bate na porta e nos brinda com grandes facilidades de unir esforços para nossas lutas.

Comunicar com o trabalhador hoje é tão dificil quanto sempre foi. Mudam as máquinas, mudam as ferramentas, mas o sistema continua oprimindo quem tudo produz.

Precisamos juntar a experiência do que aprendemos a fazer de melhor em um século de sindicalismo no Brasil com o que há de mais novo no mundo da comunicação. Vamos criar métodos de interação permanente e maximizar nosso alcance nas bases.

Para quem sabe falar em plenária e assembléia para centenas de companheiros, não existe novidade em falar para um celular.

Carreguem as baterias, tragam os notebooks... vai ter tomada para todo mundo! Nos vemos lá!

Título: A Revolução da Comunicação Sindical começa aqui, Conteúdo: O mundo mudou, a comunicação avançou, o Brasil retrocedeu e hoje mais do que nunca o sindicalista precisa saber como utilizar suas ferramentas de maneira correta. O movimento sindical é a maior redação de jornalismo em potencial do mundo! Nenhuma empresa tem a quantidade de profissionais que nós, juntos, temos. A era da informação bate na porta e nos brinda com grandes facilidades de unir esforços para nossas lutas. Comunicar com o trabalhador hoje é tão dificil quanto sempre foi. Mudam as máquinas, mudam as ferramentas, mas o sistema continua oprimindo quem tudo produz. Precisamos juntar a experiência do que aprendemos a fazer de melhor em um século de sindicalismo no Brasil com o que há de mais novo no mundo da comunicação. Vamos criar métodos de interação permanente e maximizar nosso alcance nas bases. Para quem sabe falar em plenária e assembléia para centenas de companheiros, não existe novidade em falar para um celular. Carreguem as baterias, tragam os notebooks... vai ter tomada para todo mundo! Nos vemos lá!



Informativo CUT RJ

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.