Batendo Ponto - 5ª Edição | 07/10 a 13/10

Confira as notícias da semana

Escrito por: CUT RJ • Publicado em: 13/10/2016 - 17:21 Escrito por: CUT RJ Publicado em: 13/10/2016 - 17:21

CUT RJ

Trabalhadores do setor elétrico protestam contra desmonte e privatizações

Manifestação, que aconteceu na porta da Eletrobras, na terça-feira (11), denunciou à sociedade os planos do governo golpista de Temer tanto em relação ao setor como para o conjunto da classe trabalhadora. Além da PEC 241, já conhecida como PEC da Morte ou "PEC do Fim do Mundo", as reformas propostas pelo governo usurpador que tramitam no Congresso Nacional (algumas já em fase de votação) têm o objetivo de cortar direitos e conquistas históricas da classe trabalhadora.

Leia mais

 

Deputados aprovam PEC do desastre social

Por Vagner Freitas

A Câmara dos Deputados atropelou o regimento interno da Casa, as regras democráticas, e até a Constituição, para aprovar a PEC 241, que limita os investimentos públicos à inflação do ano anterior durante 20 anos. O gasto real será zero. Isso é gravíssimo. Se a população cresce, os gastos também têm de aumentar, têm de estar de acordo com as receitas do governo, a capacidade de endividamento e as necessidades da sociedade. A redução dos investimentos tornará o Estado incapaz de prestar serviços públicos.

Leia mais

 

PEC 241: o abandono dos direitos sociais em favor do capital financeiro

Por Annyeli Nascimento

A consolidação do golpe parlamentar-judicial, com forte apoio da grande mídia, descortinou suas reais intenções: a retirada de direitos, o arrocho dos salários, o desmonte do papel do Estado e a inserção mundial do Brasil subordinado aos interesses das grandes potências. A PEC 241 não se trata de um ajuste fiscal de curto prazo, restrito à política econômica de um mandato presidencial, mas de um regime que condenará essa e as futuras gerações  ao esgotamento de seus direitos em favor da iniciativa privada.

Leia mais

 

Feteerj repudia ato autoritário do MPF contra servidores do Pedro II

Em um ato obtuso e repressivo, o Ministério Público Federal recomendou em ofício à direção do Colégio Pedro II (unidades Realengo e Humaitá) a retirada de faixas e cartazes em favor do "Fora Temer", que foram colocadas pelo Sindicato dos Servidores do Colégio Pedro II (Sindicope). A Feteerj repudia essa atitude da parte do MPF contra os servidores do colégio. Na verdade, essa recomendação, se cumprida, torna realidade para a comunidade do Pedro II o projeto escola sem partido.

Leia mais

 

Adriana Nalesso: 'Acordo de dois anos fortalece categoria e mantém unidade nacional'

O acordo bianual que os bancários fecharam após 31 dias de mobilização fortalece a categoria, mantendo a unidade nacional  entre os bancos públicos e privados. Apresentamos e negociamos nossas reivindicações em uma mesa única. Conseguimos ainda assegurar para os funcionários da Caixa a PLR Social, que estava ameaçada na mesa de negociação. E o não desconto dos dias parados mostra a força do nosso movimento e o respeito ao direito dos trabalhadores à greve.

Leia mais

Título: Batendo Ponto - 5ª Edição | 07/10 a 13/10, Conteúdo: Trabalhadores do setor elétrico protestam contra desmonte e privatizações Manifestação, que aconteceu na porta da Eletrobras, na terça-feira (11), denunciou à sociedade os planos do governo golpista de Temer tanto em relação ao setor como para o conjunto da classe trabalhadora. Além da PEC 241, já conhecida como PEC da Morte ou PEC do Fim do Mundo, as reformas propostas pelo governo usurpador que tramitam no Congresso Nacional (algumas já em fase de votação) têm o objetivo de cortar direitos e conquistas históricas da classe trabalhadora. Leia mais   Deputados aprovam PEC do desastre social Por Vagner Freitas A Câmara dos Deputados atropelou o regimento interno da Casa, as regras democráticas, e até a Constituição, para aprovar a PEC 241, que limita os investimentos públicos à inflação do ano anterior durante 20 anos. O gasto real será zero. Isso é gravíssimo. Se a população cresce, os gastos também têm de aumentar, têm de estar de acordo com as receitas do governo, a capacidade de endividamento e as necessidades da sociedade. A redução dos investimentos tornará o Estado incapaz de prestar serviços públicos. Leia mais   PEC 241: o abandono dos direitos sociais em favor do capital financeiro Por Annyeli Nascimento A consolidação do golpe parlamentar-judicial, com forte apoio da grande mídia, descortinou suas reais intenções: a retirada de direitos, o arrocho dos salários, o desmonte do papel do Estado e a inserção mundial do Brasil subordinado aos interesses das grandes potências. A PEC 241 não se trata de um ajuste fiscal de curto prazo, restrito à política econômica de um mandato presidencial, mas de um regime que condenará essa e as futuras gerações  ao esgotamento de seus direitos em favor da iniciativa privada. Leia mais   Feteerj repudia ato autoritário do MPF contra servidores do Pedro II Em um ato obtuso e repressivo, o Ministério Público Federal recomendou em ofício à direção do Colégio Pedro II (unidades Realengo e Humaitá) a retirada de faixas e cartazes em favor do Fora Temer, que foram colocadas pelo Sindicato dos Servidores do Colégio Pedro II (Sindicope). A Feteerj repudia essa atitude da parte do MPF contra os servidores do colégio. Na verdade, essa recomendação, se cumprida, torna realidade para a comunidade do Pedro II o projeto escola sem partido. Leia mais   Adriana Nalesso: Acordo de dois anos fortalece categoria e mantém unidade nacional O acordo bianual que os bancários fecharam após 31 dias de mobilização fortalece a categoria, mantendo a unidade nacional  entre os bancos públicos e privados. Apresentamos e negociamos nossas reivindicações em uma mesa única. Conseguimos ainda assegurar para os funcionários da Caixa a PLR Social, que estava ameaçada na mesa de negociação. E o não desconto dos dias parados mostra a força do nosso movimento e o respeito ao direito dos trabalhadores à greve. Leia mais



Informativo CUT RJ

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.