Batendo Ponto - 6ª Edição | 14/10 a 20/10

Confira as notícias da semana

Escrito por: CUT RJ • Publicado em: 20/10/2016 - 18:14 • Última modificação: 20/10/2016 - 18:54 Escrito por: CUT RJ Publicado em: 20/10/2016 - 18:14 Última modificação: 20/10/2016 - 18:54

CUT RJ

Coordenador da FUP diz que não aceitará que trabalhador pague a conta

A FUP e a Petrobras se reuniram na manhã da última quarta (19), para negociar o Termo Aditivo do ACT dos seus trabalhadores. O coordenador da FUP, José Maria Rangel, fez uma avaliação da mesa logo após seu término e disse que não foram apresentadas novidades. "Saímos sem novidade nenhuma no sentido de quem eles querem colocar para pagar a conta. Essa gestão tem o mesmo DNA daquelas da década de 90. É arrocho salarial, tentativa de retirar direitos, venda de ativos e tudo isso nas costas do trabalhador."

Leia mais

 

Técnicos-administrativos decidem fazer greve contra a PEC 241

Mais de 300 técnicos-administrativos em educação da UFRJ participaram da assembleia geral convocada pelo Sintufrj, na quarta-feira, dia 19, no auditório Francisco Bruno Lobo (Bezão), no CCS, que deliberou por paralisação nos dias 24 e 25 de outubro contra a PEC 241/2016 - mais conhecida como PEC do Fim do Mundo ou PEC da Morte - e participação nos atos. Nessas datas está previsto o segundo turno da votação da PEC, na Câmara dos Deputados. 

Leia mais

 

Funcionários aprovam proposta do BNDES

Os funcionários do BNDES aprovaram na quarta-feira, dia 19, a proposta do banco, em assembleia realizada no prédio da empresa. A votação foi em urna fechada. O acordo prevê 8% de reajuste salarial. Ao contrário dos bancários, a proposta prevê abono, mas inclui 15% de aumento do vale alimentação e 10% no tíquete refeição e no auxílio creche/babá. De um total de 1036 participantes da assembleia, 641 aprovaram a proposta, 391 rejeitaram. 

Leia mais

 

Grupo Claro: a luta está só começando

Cerca de 200 trabalhadores paralisaram suas atividades no dia 18 passado, no prédio da Avenida Presidente Vargas, do Grupo Claro S/A, para protestar contra a vergonhosa proposta apresentada pela empresa. A Claro ofereceu míseros 3% de reajuste para os salários (exceto para gerentes e diretores) e zero de reajuste para vale-refeição/alimentação.

Leia mais

 

Lançada a Frente Sem Mordaça do Estado do Rio de Janeiro

Na praia de Copacabana, profissionais da educação deram mais um passo na luta contra o projeto escola sem partido e por uma educação pública gratuita, laica, democrática e de qualidade. Representaram a CUT no evento, que contou com várias entidades e parlamentares do campo da esquerda, Jadir Baptista, da direção regional, Duda Quiroga, secretária de Comunicação da CUT-RJ, e Annyeli Nascimento, da direção Executiva Nacional.

Leia mais

Título: Batendo Ponto - 6ª Edição | 14/10 a 20/10, Conteúdo: Coordenador da FUP diz que não aceitará que trabalhador pague a conta A FUP e a Petrobras se reuniram na manhã da última quarta (19), para negociar o Termo Aditivo do ACT dos seus trabalhadores. O coordenador da FUP, José Maria Rangel, fez uma avaliação da mesa logo após seu término e disse que não foram apresentadas novidades. Saímos sem novidade nenhuma no sentido de quem eles querem colocar para pagar a conta. Essa gestão tem o mesmo DNA daquelas da década de 90. É arrocho salarial, tentativa de retirar direitos, venda de ativos e tudo isso nas costas do trabalhador. Leia mais   Técnicos-administrativos decidem fazer greve contra a PEC 241 Mais de 300 técnicos-administrativos em educação da UFRJ participaram da assembleia geral convocada pelo Sintufrj, na quarta-feira, dia 19, no auditório Francisco Bruno Lobo (Bezão), no CCS, que deliberou por paralisação nos dias 24 e 25 de outubro contra a PEC 241/2016 - mais conhecida como PEC do Fim do Mundo ou PEC da Morte - e participação nos atos. Nessas datas está previsto o segundo turno da votação da PEC, na Câmara dos Deputados.  Leia mais   Funcionários aprovam proposta do BNDES Os funcionários do BNDES aprovaram na quarta-feira, dia 19, a proposta do banco, em assembleia realizada no prédio da empresa. A votação foi em urna fechada. O acordo prevê 8% de reajuste salarial. Ao contrário dos bancários, a proposta prevê abono, mas inclui 15% de aumento do vale alimentação e 10% no tíquete refeição e no auxílio creche/babá. De um total de 1036 participantes da assembleia, 641 aprovaram a proposta, 391 rejeitaram.  Leia mais   Grupo Claro: a luta está só começando Cerca de 200 trabalhadores paralisaram suas atividades no dia 18 passado, no prédio da Avenida Presidente Vargas, do Grupo Claro S/A, para protestar contra a vergonhosa proposta apresentada pela empresa. A Claro ofereceu míseros 3% de reajuste para os salários (exceto para gerentes e diretores) e zero de reajuste para vale-refeição/alimentação. Leia mais   Lançada a Frente Sem Mordaça do Estado do Rio de Janeiro Na praia de Copacabana, profissionais da educação deram mais um passo na luta contra o projeto escola sem partido e por uma educação pública gratuita, laica, democrática e de qualidade. Representaram a CUT no evento, que contou com várias entidades e parlamentares do campo da esquerda, Jadir Baptista, da direção regional, Duda Quiroga, secretária de Comunicação da CUT-RJ, e Annyeli Nascimento, da direção Executiva Nacional. Leia mais



Informativo CUT RJ

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.