Em defesa dos empregos do setor de petróleo e gás

Comissão da Câmara quer saber do presidente da estatal impacto no emprego da Lava Jato

Escrito por: Imprensa CUT-RJ • Publicado em: 16/06/2015 - 15:28 • Última modificação: 16/06/2015 - 16:12 Escrito por: Imprensa CUT-RJ Publicado em: 16/06/2015 - 15:28 Última modificação: 16/06/2015 - 16:12

Como o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, não compareceu à reunião convocada recentemente pela  Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados, para tratar do impacto da operação Lava Jato no fechamento de postos de trabalho no setor de petróleo e gás, a comissão resolveu fazer uma visita técnica à estatal, na próxima sexta-feira, dia 19 de junho às 10h. Nessa visita, o presidente da comissão, deputado Vicente Cândido (PT-SP), será recebido pelo presidente Bendine. Dirigentes sindicais também farão parte da visita.

A ideia é colher uma informação ocifial sobre o estrago causado pela Lava Jato no nível de emprego do setor. Informações extraoficiais e desencontradas veiculadas pela mídia dão conta da perda de 50 mil, 100 mil ou até 150 mil empregos devido à crise que envolve as empreiteiras investigadas pelo Ministério Público e pela justiça.

-Antes da visita técnica, vamos nos reunir na sede da CUT-RJ, às 9h, com dirigentes sindicais cutistas, para traçarmos nossa estratégia para a visita. Esperamos inclusive contar com a presença do deputado Vicente Cândido nessa reunião - convoca o presidente do Fórum Intersindical dos Trabalhadores do Setor Naval, Joacir Pedro.

Para se ter uma ideia da importância do setor petróleo e gás para o mercado de trabalho, só no estado do Rio de Janiero ele gera 40 mil empregos diretos e mais cerca de 10 mil nas indústrias de tintas, elétrica, de marcenaria, eletrônica e de informática.

Título: Em defesa dos empregos do setor de petróleo e gás, Conteúdo: Como o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, não compareceu à reunião convocada recentemente pela  Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados, para tratar do impacto da operação Lava Jato no fechamento de postos de trabalho no setor de petróleo e gás, a comissão resolveu fazer uma visita técnica à estatal, na próxima sexta-feira, dia 19 de junho às 10h. Nessa visita, o presidente da comissão, deputado Vicente Cândido (PT-SP), será recebido pelo presidente Bendine. Dirigentes sindicais também farão parte da visita. A ideia é colher uma informação ocifial sobre o estrago causado pela Lava Jato no nível de emprego do setor. Informações extraoficiais e desencontradas veiculadas pela mídia dão conta da perda de 50 mil, 100 mil ou até 150 mil empregos devido à crise que envolve as empreiteiras investigadas pelo Ministério Público e pela justiça. -Antes da visita técnica, vamos nos reunir na sede da CUT-RJ, às 9h, com dirigentes sindicais cutistas, para traçarmos nossa estratégia para a visita. Esperamos inclusive contar com a presença do deputado Vicente Cândido nessa reunião - convoca o presidente do Fórum Intersindical dos Trabalhadores do Setor Naval, Joacir Pedro. Para se ter uma ideia da importância do setor petróleo e gás para o mercado de trabalho, só no estado do Rio de Janiero ele gera 40 mil empregos diretos e mais cerca de 10 mil nas indústrias de tintas, elétrica, de marcenaria, eletrônica e de informática.



Informativo CUT RJ

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.