FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DOS BANCOS PÚBLICOS SERÁ LANÇADA NO RIO

Evento reunirá parlamentares de diversos partidos nesta quinta-feira (21/09)

Escrito por: CUT Rio • Publicado em: 20/09/2017 - 13:14 • Última modificação: 11/10/2017 - 19:08 Escrito por: CUT Rio Publicado em: 20/09/2017 - 13:14 Última modificação: 11/10/2017 - 19:08

Arquivo

Os bancos públicos estão na mira do governo Temer. Mesmo não estando incluídos na lista inicial de 57 empresas que vão ser privatizadas, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal estão sendo fatiados e preparados para entrega à iniciativa privada.

Algumas subsidiárias da Caixa Econômica, como as loterias, que arrecadaram R$ 60 bilhões de 2011 a 2016 vão ser leiloadas. Vale lembrar que, desse total, R$ 27 bilhões foram destinados para programas sociais, que com certeza, ficarão órfãos. Só em 2016, mais de R$ 6,1 bilhões tiveram essa destinação. O esporte nacional, outro beneficiado pelas loterias, recebeu mais de R$ 950 milhões e o Programa de Financiamento Estudantil (FIES) recebeu R$1,2 bilhão.

No Banco do Brasil, o desmonte fica claro com o fechamento, em menos de um ano, de 570 agências, inclusive fora do país, como em Portugal e na França.

Atentas a esses acontecimentos, inclusive com o futuro dos funcionários dessas importantes empresas, entidades do setor bancário lançarão a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Bancos Públicos. 
Na opinião de Adriana Nalesso, Presidenta do Sindicato dos Bancários Rio, a mobilização tem o objetivo de combater o desmonte das instituições financeiras públicas promovido pelo governo Temer e destacar sua importância para a soberania nacional e o desenvolvimento econômico e social do país. “Os recursos para as políticas públicas não podem estar nas mãos dos bancos privados que só visam lucro. O ataque ao Banco do Brasil, à Caixa e ao BNDES faz parte da estratégia de destruição dos programas sociais. O apoio dos parlamentares de diversos partidos é fundamental para defender não só os empregos da categoria, que estão em risco, mas também para resguardar programas voltados para a população mais pobre e trabalhadora do país”, ressalta Adriana. 

O lançamento no Rio de Janeiro será nesta quinta-feira, 21 de setembro, às 18 horas no Sindicato dos Bancários Rio, na Av. Presidente Vargas, 502/ 21º andar. 

Já estão confirmadas as presenças do senador Lindbergh Farias, dos deputados federais Wadih Damous e Jandira Feghali, dos deputados estaduais Gilberto Palmares e Carlos Minc, dos vereadores Reimont e David Miranda.

Serviço: 
Lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Bancos Públicos
Dia: 21/9 – quinta-feira 
Horário:18 horas
Endereço: Av. Presidente Vargas, 502, 21º andar. 

Informações:
Marina Vianna 
21 99976 3208

Título: FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DOS BANCOS PÚBLICOS SERÁ LANÇADA NO RIO, Conteúdo: Os bancos públicos estão na mira do governo Temer. Mesmo não estando incluídos na lista inicial de 57 empresas que vão ser privatizadas, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal estão sendo fatiados e preparados para entrega à iniciativa privada. Algumas subsidiárias da Caixa Econômica, como as loterias, que arrecadaram R$ 60 bilhões de 2011 a 2016 vão ser leiloadas. Vale lembrar que, desse total, R$ 27 bilhões foram destinados para programas sociais, que com certeza, ficarão órfãos. Só em 2016, mais de R$ 6,1 bilhões tiveram essa destinação. O esporte nacional, outro beneficiado pelas loterias, recebeu mais de R$ 950 milhões e o Programa de Financiamento Estudantil (FIES) recebeu R$1,2 bilhão. No Banco do Brasil, o desmonte fica claro com o fechamento, em menos de um ano, de 570 agências, inclusive fora do país, como em Portugal e na França. Atentas a esses acontecimentos, inclusive com o futuro dos funcionários dessas importantes empresas, entidades do setor bancário lançarão a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Bancos Públicos.  Na opinião de Adriana Nalesso, Presidenta do Sindicato dos Bancários Rio, a mobilização tem o objetivo de combater o desmonte das instituições financeiras públicas promovido pelo governo Temer e destacar sua importância para a soberania nacional e o desenvolvimento econômico e social do país. “Os recursos para as políticas públicas não podem estar nas mãos dos bancos privados que só visam lucro. O ataque ao Banco do Brasil, à Caixa e ao BNDES faz parte da estratégia de destruição dos programas sociais. O apoio dos parlamentares de diversos partidos é fundamental para defender não só os empregos da categoria, que estão em risco, mas também para resguardar programas voltados para a população mais pobre e trabalhadora do país”, ressalta Adriana.  O lançamento no Rio de Janeiro será nesta quinta-feira, 21 de setembro, às 18 horas no Sindicato dos Bancários Rio, na Av. Presidente Vargas, 502/ 21º andar.  Já estão confirmadas as presenças do senador Lindbergh Farias, dos deputados federais Wadih Damous e Jandira Feghali, dos deputados estaduais Gilberto Palmares e Carlos Minc, dos vereadores Reimont e David Miranda. Serviço:  Lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Bancos Públicos Dia: 21/9 – quinta-feira  Horário:18 horas Endereço: Av. Presidente Vargas, 502, 21º andar.  Informações: Marina Vianna  21 99976 3208



Informativo CUT RJ

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.