Lançamento do livro "Um ano de golpe"

Livro reúne crônicas sobre o primeiro ano do golpe de 2016

Escrito por: CUT Rio • Publicado em: 11/10/2017 - 19:09 Escrito por: CUT Rio Publicado em: 11/10/2017 - 19:09

Divulgação

Um ano de golpe reúne autores para abordar acontecimentos da presidência que sucedeu Dilma Rousseff e causaram prejuízos ao país.

Um ano que valeu por dez, e no qual o Brasil andou para trás. Assim pode ser definido o período da história brasileira que se inicia com a deposição de Dilma Rousseff, segundo os autores da obra Um ano de Golpe. O livro, com selo da editora ComPactos, reúne textos de resistentes e militantes contra o governo ilegítimo, marcado pela alteração nas regras trabalhistas e previdenciárias, além dos cortes em investimentos sociais e uma polêmica reforma no Ensino Médio.

O objetivo do volume é marcar posição política ante uma administração que, na visão dos autores, virou as costas para a opinião pública. “Por não ter sido eleito democraticamente, e sim alçado a presidência através de um complô, o governo ilegítimo pode governar sem levar em conta os desejos da população, atendendo apenas às exigências do pequeno grupo que lhe dá sustentação”, afirma a editora do livro, Cleusa Slaviero. “Com esta obra, queremos manter uma militância ativa e mostrar às pessoas que não devem se sentir sufocadas, e sim motivadas a lutar pelo restabelecimento da democracia”.

O prefácio de Um Ano de Golpe foi escrito pela psicanalista e escritora Maria Rita Kehl, membro da Comissão da Verdade, que investigou os crimes da Ditadura Militar.

O livro é escrito por mais de 90 autores, dentre eles Lígia Deslandes, presidenta do SITRAMICO e do pleno da CUT RJ e Virgínia Berriel da executiva da CUT Nacional. São homens e mulheres de todas as regiões do Brasil, pertencentes a diferentes profissões. A partir desse grupo heterogêneo, surgem diversas visões sobre o momento atual do país.

Um ano de Golpe – crônicas da resistência é o terceiro volume de uma série editorial pautada pelos acontecimentos políticos do Brasil, sucedendo os livros “Crônicas da Resistência 2016 – Narrativas de uma democracia ameaçada” e “A Luta Continua – Crônicas da resistência 2016”, complementando a trilogia. O projeto conta com centenas de autores brasileiros, que residem no Brasil e no exterior, e presenças ilustres que como Maria Rita Kehl, assinaram os prefácios dos livros anteriores, o argentino Adolfo Pérez Esquivel, Prêmio Nobel da Paz 1980, e o brasileiro Raduan Nassar, um dos nossos escritores nacionais mais importantes, a senadora uruguaia, Lucía Topolansky, e a cantora Fernanda Takai. Foi produzido uma uma edição especial sobre Luiz Inácio Lula da Silva sob o título “Lula”, lançado em São Paulo no mês de maio. Atualmente está sendo produzido a segunda edição especial, versará sobre Dilma. O título “Dilma Rousseff – A senhora da democracia”, será lançado em Porto Alegre entre dezembro e fevereiro, o prefácio já conta com a assinatura de Emir Sader.

Um ano de Golpe – Crônicas da resistência
Lançamento:
Dia: 20 de outubro
Horário: 18 horas
Local: Auditório da CUT Rio de Janeiro
Endereço: Av Presidente Vargas, 502 – 15º andar – Centro
Rio de Janeiro

 

    Título: Lançamento do livro "Um ano de golpe", Conteúdo: Um ano de golpe reúne autores para abordar acontecimentos da presidência que sucedeu Dilma Rousseff e causaram prejuízos ao país. Um ano que valeu por dez, e no qual o Brasil andou para trás. Assim pode ser definido o período da história brasileira que se inicia com a deposição de Dilma Rousseff, segundo os autores da obra Um ano de Golpe. O livro, com selo da editora ComPactos, reúne textos de resistentes e militantes contra o governo ilegítimo, marcado pela alteração nas regras trabalhistas e previdenciárias, além dos cortes em investimentos sociais e uma polêmica reforma no Ensino Médio. O objetivo do volume é marcar posição política ante uma administração que, na visão dos autores, virou as costas para a opinião pública. “Por não ter sido eleito democraticamente, e sim alçado a presidência através de um complô, o governo ilegítimo pode governar sem levar em conta os desejos da população, atendendo apenas às exigências do pequeno grupo que lhe dá sustentação”, afirma a editora do livro, Cleusa Slaviero. “Com esta obra, queremos manter uma militância ativa e mostrar às pessoas que não devem se sentir sufocadas, e sim motivadas a lutar pelo restabelecimento da democracia”. O prefácio de Um Ano de Golpe foi escrito pela psicanalista e escritora Maria Rita Kehl, membro da Comissão da Verdade, que investigou os crimes da Ditadura Militar. O livro é escrito por mais de 90 autores, dentre eles Lígia Deslandes, presidenta do SITRAMICO e do pleno da CUT RJ e Virgínia Berriel da executiva da CUT Nacional. São homens e mulheres de todas as regiões do Brasil, pertencentes a diferentes profissões. A partir desse grupo heterogêneo, surgem diversas visões sobre o momento atual do país. Um ano de Golpe – crônicas da resistência é o terceiro volume de uma série editorial pautada pelos acontecimentos políticos do Brasil, sucedendo os livros “Crônicas da Resistência 2016 – Narrativas de uma democracia ameaçada” e “A Luta Continua – Crônicas da resistência 2016”, complementando a trilogia. O projeto conta com centenas de autores brasileiros, que residem no Brasil e no exterior, e presenças ilustres que como Maria Rita Kehl, assinaram os prefácios dos livros anteriores, o argentino Adolfo Pérez Esquivel, Prêmio Nobel da Paz 1980, e o brasileiro Raduan Nassar, um dos nossos escritores nacionais mais importantes, a senadora uruguaia, Lucía Topolansky, e a cantora Fernanda Takai. Foi produzido uma uma edição especial sobre Luiz Inácio Lula da Silva sob o título “Lula”, lançado em São Paulo no mês de maio. Atualmente está sendo produzido a segunda edição especial, versará sobre Dilma. O título “Dilma Rousseff – A senhora da democracia”, será lançado em Porto Alegre entre dezembro e fevereiro, o prefácio já conta com a assinatura de Emir Sader. Um ano de Golpe – Crônicas da resistência Lançamento: Dia: 20 de outubro Horário: 18 horas Local: Auditório da CUT Rio de Janeiro Endereço: Av Presidente Vargas, 502 – 15º andar – Centro Rio de Janeiro  



    Informativo CUT RJ

    Cadastre-se e receba periodicamente
    nossos boletins informativos.