Multidão protesta no Centro do Rio contra a PEC 241

Cerca de 15 mil pessoas caminharam da Candelária à Cinelândia para denunciar o congelamento dos gastos sociais por 20 anos

Escrito por: Imprensa-CUT-RJ • Publicado em: 24/10/2016 - 21:40 Escrito por: Imprensa-CUT-RJ Publicado em: 24/10/2016 - 21:40

CUT-RJ

O protesto contra a PEC 241, ou PEC do Fim do Mundo, ou PEC da Morte, tomou toda a Avenida Rio Branco, na noite desta segunda-feira, 24 de outubro. Isso só costuma acontecer nas grandes manifestações.

Concentrados na Candelária, a partir das 17h, cerca de 15 mil pessoas seguiram em direção à Cinelândia, onde ocorreu o ato de encerramento.

Jovens secundaristas e universitários (muitos na linha de frente da  ocupação das escolas), mulheres, negros, pessoal LGBT, centrais sindicais, militantes das frentes Brasil Popular, Povo sem Medo e Esquerda Socialista, além de movimentos sociais de outras áreas de atuação lotaram e coloriram a manifestação.

A denúncia do caráter anticidadão e antipovo da PEC 241 estava presente nas faixas, banners, cartazes e demais adereços levados para a rua pelas pessoas presentes ao protesto, bem como nas falas dos dirigentes de todas as entidades e movimentos.

Os cortes dramáticos na saúde e na educação dos brasileiros e brasileiras desta e da futura geração foram duramente criticados pelos ativistas, que ecoaram todo o tempo e a plenos pulmões o “Fora Temer” que já tomou conta do país.

- Nós, da esquerda, temos as nossas divergências, mas estamos demonstrando sabedoria ao construirmos esta unidade para enfrentarmos o mal maior, o inimigo comum, que é o governo do golpista Temer e sua amaldiçoada PEC 241 – disse a secretária geral da CUT-RJ, Keila Machado, durante o comício que fechou a manifestação.

Título: Multidão protesta no Centro do Rio contra a PEC 241, Conteúdo: O protesto contra a PEC 241, ou PEC do Fim do Mundo, ou PEC da Morte, tomou toda a Avenida Rio Branco, na noite desta segunda-feira, 24 de outubro. Isso só costuma acontecer nas grandes manifestações. Concentrados na Candelária, a partir das 17h, cerca de 15 mil pessoas seguiram em direção à Cinelândia, onde ocorreu o ato de encerramento. Jovens secundaristas e universitários (muitos na linha de frente da  ocupação das escolas), mulheres, negros, pessoal LGBT, centrais sindicais, militantes das frentes Brasil Popular, Povo sem Medo e Esquerda Socialista, além de movimentos sociais de outras áreas de atuação lotaram e coloriram a manifestação. A denúncia do caráter anticidadão e antipovo da PEC 241 estava presente nas faixas, banners, cartazes e demais adereços levados para a rua pelas pessoas presentes ao protesto, bem como nas falas dos dirigentes de todas as entidades e movimentos. Os cortes dramáticos na saúde e na educação dos brasileiros e brasileiras desta e da futura geração foram duramente criticados pelos ativistas, que ecoaram todo o tempo e a plenos pulmões o “Fora Temer” que já tomou conta do país. - Nós, da esquerda, temos as nossas divergências, mas estamos demonstrando sabedoria ao construirmos esta unidade para enfrentarmos o mal maior, o inimigo comum, que é o governo do golpista Temer e sua amaldiçoada PEC 241 – disse a secretária geral da CUT-RJ, Keila Machado, durante o comício que fechou a manifestação.



Informativo CUT RJ

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.