Nota Pública do Fórum Estadual de Educação

Fórum critica a dificuldade da participação dos trabalhadores e sociedade nos debates sobre o Base Nacional Comum Curricular.

Escrito por: CUT-RJ • Publicado em: 12/11/2015 - 16:00 • Última modificação: 12/11/2015 - 16:25 Escrito por: CUT-RJ Publicado em: 12/11/2015 - 16:00 Última modificação: 12/11/2015 - 16:25

Fórum Estadual de Educação

No último dia 28 de outubro foi deliberado o posicionamento do Fórum Estadual de Educação do Rio de Janeiro acerca da Base Nacional Comum Curricular. Com uma crítica ao cronograma de debates e a dificuldade que os trabalhadores que estão no chão da escola de participarem. A CUT-RJ disponibiliza a nota em sua integridade abaixo:

1º Nota Pública do Fórum Estadual de Educação do Rio de Janeiro – Em defesa da garantia do amplo debate com sociedade sobre a Base Nacional Comum Curricular

O Fórum Estadual de Educação do Rio de Janeiro (FEERJ), na defesa da educação pública, gratuita, laica e de qualidade social, manifesta a toda sociedade a preocupação com o cronograma para o debate da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Compreendemos que a construção da BNCC conforme apresenta o Art. 210 da Constituição Federal de 1988 deve ser resultado de um amplo diálogo social, com respeito à pluralidade de concepções e diversidade do povo brasileiro, constituindo-se como elemento estratégico para a garantia da efetivação da qualidade educacional.

Assim como as Conferências Nacionais de Educação (CONAE) representaram um novo momento da dinâmica educacional do nosso país, queremos que o princípio do diálogo, presente nas CONAES, se torne prática recorrente das tomadas de decisões da agenda educacional. Defendemos que a definição da BNCC esteja alicerçada na garantia do envolvimento da comunidade escolar, composta por todos os profissionais da educação, estudantes, pais e gestores e de toda sociedade.

Em que pese à urgência da tramitação da BNCC lançada pelo Ministério da Educação no dia 16 de setembro de 2015, não nos interessa um processo açodado. Defendemos um debate por inteiro e não pela metade.

Sendo mantido o cronograma do dia 15 de dezembro de 2015, data prevista para encerrar as contribuições e iniciar a consolidação do Documento (após a consolidação, ele deverá ser enviado para o Conselho Nacional de Educação até 24 junho de 2016), a exposição do contraditório e das inter-relações que o tema provoca, para além do currículo, como a valorização dos profissionais da educação e a construção de uma educação de qualidade, pode ficar prejudicado por não ouvir o chão da escola. O FEERJ aposta que o Sistema Nacional de Educação elemento tão necessário e incompleto em nossa República Federativa, não tropece nesse momento de retomada da agenda pública educacional por questões metodológicas.

Este Fórum se posiciona pela mudança do cronograma, pela ampliação e fortalecimento do debate da BNCC nas escolas públicas e privadas do nosso estado. Por fim, conclamamos toda a população do Estado do Rio de Janeiro a se envolver nessa discussão.

Fórum Estadual de Educação do Rio de Janeiro


Para saber mais sobre o Fórum Estadual de Educação, acesse:
http://fne.mec.gov.br/noticias/1021-rio-de-janeiro-intensificara-debate-em-torno-do-pee

Título: Nota Pública do Fórum Estadual de Educação, Conteúdo: No último dia 28 de outubro foi deliberado o posicionamento do Fórum Estadual de Educação do Rio de Janeiro acerca da Base Nacional Comum Curricular. Com uma crítica ao cronograma de debates e a dificuldade que os trabalhadores que estão no chão da escola de participarem. A CUT-RJ disponibiliza a nota em sua integridade abaixo: 1º Nota Pública do Fórum Estadual de Educação do Rio de Janeiro – Em defesa da garantia do amplo debate com sociedade sobre a Base Nacional Comum Curricular O Fórum Estadual de Educação do Rio de Janeiro (FEERJ), na defesa da educação pública, gratuita, laica e de qualidade social, manifesta a toda sociedade a preocupação com o cronograma para o debate da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Compreendemos que a construção da BNCC conforme apresenta o Art. 210 da Constituição Federal de 1988 deve ser resultado de um amplo diálogo social, com respeito à pluralidade de concepções e diversidade do povo brasileiro, constituindo-se como elemento estratégico para a garantia da efetivação da qualidade educacional. Assim como as Conferências Nacionais de Educação (CONAE) representaram um novo momento da dinâmica educacional do nosso país, queremos que o princípio do diálogo, presente nas CONAES, se torne prática recorrente das tomadas de decisões da agenda educacional. Defendemos que a definição da BNCC esteja alicerçada na garantia do envolvimento da comunidade escolar, composta por todos os profissionais da educação, estudantes, pais e gestores e de toda sociedade. Em que pese à urgência da tramitação da BNCC lançada pelo Ministério da Educação no dia 16 de setembro de 2015, não nos interessa um processo açodado. Defendemos um debate por inteiro e não pela metade. Sendo mantido o cronograma do dia 15 de dezembro de 2015, data prevista para encerrar as contribuições e iniciar a consolidação do Documento (após a consolidação, ele deverá ser enviado para o Conselho Nacional de Educação até 24 junho de 2016), a exposição do contraditório e das inter-relações que o tema provoca, para além do currículo, como a valorização dos profissionais da educação e a construção de uma educação de qualidade, pode ficar prejudicado por não ouvir o chão da escola. O FEERJ aposta que o Sistema Nacional de Educação elemento tão necessário e incompleto em nossa República Federativa, não tropece nesse momento de retomada da agenda pública educacional por questões metodológicas. Este Fórum se posiciona pela mudança do cronograma, pela ampliação e fortalecimento do debate da BNCC nas escolas públicas e privadas do nosso estado. Por fim, conclamamos toda a população do Estado do Rio de Janeiro a se envolver nessa discussão. Fórum Estadual de Educação do Rio de Janeiro Para saber mais sobre o Fórum Estadual de Educação, acesse: http://fne.mec.gov.br/noticias/1021-rio-de-janeiro-intensificara-debate-em-torno-do-pee



Informativo CUT RJ

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.