Identificada a ossada de Aluízio Palhano

Restos mortais do ex-presidente do Sindicato dos Bancários do Rio foram localizados em cemitério clandestino usado pela ditadura militar

Escrito por: Transcrito do facebook de Bepe Damasco • Publicado em: 03/12/2018 - 17:27 • Última modificação: 03/12/2018 - 17:58 Escrito por: Transcrito do facebook de Bepe Damasco Publicado em: 03/12/2018 - 17:27 Última modificação: 03/12/2018 - 17:58

Jornalistas Livres Aluízio Palhano

ALUÍZIO PALHANO, PRESENTE!

Os restos mortais de Aluízio Palhano, assassinado pela ditadura que Bolsonaro idolatra, acabam de ser identificados, na vala do Cemitério de Perus, em São Paulo, pela Comissão Nacional de Mortos e Desaparecidos.
Ex-presidente do Sindicato dos Bancários do Rio, Aluízio era considerado desaparecido político desde maio de 1971 quando foi sequestrado pelas forças da repressão.  Militante da VPR,  Aluízio foi submetido a um.verdadeirio calvário por seus carrascos. Primeiro foi supliciado no DOI-CODI chefiado por Brilhante Ustra, depois enviado para a Casa da Morte, em Petrópolis, e, por fim, assassinado em São Paulo.
Mas esse patriota, combativo líder da classe trabalhadora, será sempre lembrado como alguém que derramou seu sangue generoso pela liberdade, pela  democracia e por uma sociedade mais justa e igualitária.

Título: Identificada a ossada de Aluízio Palhano, Conteúdo: ALUÍZIO PALHANO, PRESENTE! Os restos mortais de Aluízio Palhano, assassinado pela ditadura que Bolsonaro idolatra, acabam de ser identificados, na vala do Cemitério de Perus, em São Paulo, pela Comissão Nacional de Mortos e Desaparecidos. Ex-presidente do Sindicato dos Bancários do Rio, Aluízio era considerado desaparecido político desde maio de 1971 quando foi sequestrado pelas forças da repressão.  Militante da VPR,  Aluízio foi submetido a um.verdadeirio calvário por seus carrascos. Primeiro foi supliciado no DOI-CODI chefiado por Brilhante Ustra, depois enviado para a Casa da Morte, em Petrópolis, e, por fim, assassinado em São Paulo. Mas esse patriota, combativo líder da classe trabalhadora, será sempre lembrado como alguém que derramou seu sangue generoso pela liberdade, pela  democracia e por uma sociedade mais justa e igualitária.



Informativo CUT RJ

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.