Servidores da UFRJ rejeitam 21,3% em quatro anos e greve continua radicalizada

Ato nesta quinta-feira (3/9) vai reunir trabalhadores e estudantes em greve

Escrito por: Sintufrj • Publicado em: 02/09/2015 - 18:34 Escrito por: Sintufrj Publicado em: 02/09/2015 - 18:34

Sintufrj

A assembleia geral dos técnicos-administrativos em educação da UFRJ realizada na terça-feira, dia 1º de setembro, no auditório do Centro de Tecnologia (CT), aprovou – sem nenhum voto contrário e com apenas três abstenções – a continuidade da greve e rejeitou a proposta do governo de reajuste de 21,3% parcelados em quatro anos.
 
O governo, mais uma vez, reiterou, na segunda-feira, dia 31de agosto, a proposta de índice parcelado, na reunião do secretário de Relações de Trabalho Sérgio Mendonça com o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais e o Comando Nacional de Greve da Fasubra.
 
Em posição unânime, as entidades decidiram não aceitar a proposta e solicitaram que a discussão do acordo da pauta unificada não interfira no desfecho das negociações das pautas específicas das categorias. Mendonça respondeu  que será realizada reunião com o governo federal para discutir os rumos da negociação.
 
Com base nesses informes a assembleia avaliou que o governo não está negociando, mas impondo um índice irrisório, e a saída é radicalizar para pressionar pelo avanço das negociações.
 
Ato nesta quinta-feira (3/9)
 
Nesta quinta-feira, dia 3 de setembro, será realizado ato unificado com os estudantes da UFRJ em greve, os trabalhadores de todas as universidades federais e das outras categorias do serviço público federal, em greve, às 8h30, na Reitoria, na Cidade Universitária. Os manifestantes sairão em marcha pelo campus.
Título: Servidores da UFRJ rejeitam 21,3% em quatro anos e greve continua radicalizada, Conteúdo: A assembleia geral dos técnicos-administrativos em educação da UFRJ realizada na terça-feira, dia 1º de setembro, no auditório do Centro de Tecnologia (CT), aprovou – sem nenhum voto contrário e com apenas três abstenções – a continuidade da greve e rejeitou a proposta do governo de reajuste de 21,3% parcelados em quatro anos.   O governo, mais uma vez, reiterou, na segunda-feira, dia 31de agosto, a proposta de índice parcelado, na reunião do secretário de Relações de Trabalho Sérgio Mendonça com o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais e o Comando Nacional de Greve da Fasubra.   Em posição unânime, as entidades decidiram não aceitar a proposta e solicitaram que a discussão do acordo da pauta unificada não interfira no desfecho das negociações das pautas específicas das categorias. Mendonça respondeu  que será realizada reunião com o governo federal para discutir os rumos da negociação.   Com base nesses informes a assembleia avaliou que o governo não está negociando, mas impondo um índice irrisório, e a saída é radicalizar para pressionar pelo avanço das negociações.   Ato nesta quinta-feira (3/9)   Nesta quinta-feira, dia 3 de setembro, será realizado ato unificado com os estudantes da UFRJ em greve, os trabalhadores de todas as universidades federais e das outras categorias do serviço público federal, em greve, às 8h30, na Reitoria, na Cidade Universitária. Os manifestantes sairão em marcha pelo campus.



Informativo CUT RJ

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.