Trabalhadores do setor elétrico protestam contra desmonte e privatizações

A recém-aprovada Medida Provisória 735/16 pavimenta o caminho para as privatizações no setor

Escrito por: Imprensa-CUT-RJ • Publicado em: 12/10/2016 - 15:28 • Última modificação: 12/10/2016 - 15:56 Escrito por: Imprensa-CUT-RJ Publicado em: 12/10/2016 - 15:28 Última modificação: 12/10/2016 - 15:56

CUT-RJ

Manifestação, que aconteceu na porta da Eletrobras,na |Avenida Presidente Vargas, nesta terça-feira, 11 de outubro,denunciou à sociedade os planos do governo golpista de Temer tanto em relação ao setor como para o conjunto da classe trabalhadora. 

Além da PEC 241, já conhecida como PEC da Morte" ou "PEC do Fim do Mundo", as reformas propostas pelo governo usurpador que tramitam no Congresso Nacional (algumas já em fase de votação) têm o objetivo de cortar direitos e conquistas históricas da classe trabalhadora.

Mais do nunca, portanto, resistir é preciso.E os trabalhadores do setor elétrico estão sendo chamados à luta para essa luta. O ato foi convocado pelo Sintergia, AEEL, Sinaerj, Senge-RJ, Sindecon, CNE, FNU, CUT e CTB. Dirigentes dessas entidades usaram a palavra nessa manifestação, bem como o vereador Reimont Otoni e o deputado federal Whadi Damous.

Título: Trabalhadores do setor elétrico protestam contra desmonte e privatizações, Conteúdo: Manifestação, que aconteceu na porta da Eletrobras,na |Avenida Presidente Vargas, nesta terça-feira, 11 de outubro,denunciou à sociedade os planos do governo golpista de Temer tanto em relação ao setor como para o conjunto da classe trabalhadora.  Além da PEC 241, já conhecida como PEC da Morte ou PEC do Fim do Mundo, as reformas propostas pelo governo usurpador que tramitam no Congresso Nacional (algumas já em fase de votação) têm o objetivo de cortar direitos e conquistas históricas da classe trabalhadora. Mais do nunca, portanto, resistir é preciso.E os trabalhadores do setor elétrico estão sendo chamados à luta para essa luta. O ato foi convocado pelo Sintergia, AEEL, Sinaerj, Senge-RJ, Sindecon, CNE, FNU, CUT e CTB. Dirigentes dessas entidades usaram a palavra nessa manifestação, bem como o vereador Reimont Otoni e o deputado federal Whadi Damous.



Informativo CUT RJ

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.